Saltar para o conteúdo principal
Saltar para o rodapé

Características e Funcionalidades

Modelação 

 

Secções típicas

Qualquer secção pode ser facilmente criada no CSiCOL. Podem ser definidas secções de betão armado retangulares ou circulares, com qualquer formato. É ainda possível definir aberturas na secção transversal.

 


Secções complexas

Dispõe de mais de 50 formatos paramétricos e mais de 3000 secções metálicas standard, prontas a serem utilizadas para pilares de betão armado. É possível efetuar as operações de “explode” e “exit” nas formas paramétricas e desenhar de forma arbitrária através da ferramenta “polygon”. A definição de secções complexas poderá ser realizada através da junção de várias secções paramétricas ou através do desenho arbitrário das mesmas.

 

Definição de aberturas

Pode ser atribuída a propriedade “hole” a qualquer tipo de secção. As aberturas podem ser reposicionadas com o fim de criar secções vazadas.

 

Armaduras

É possível a adição de armaduras de qualquer dimensão e em qualquer local da secção através das ferramentas disponíveis, permitindo a distribuição de armaduras de forma isolada, nos cantos e faces laterais da secção, e ao longo do seu perímetro. A opção “rebar calculator” permite definir a armadura e determinar diâmetros de varões equivalentes. As armaduras podem ser posicionadas arbitrariamente através de diversas ferramentas de alinhamento e distribuição.
 


Edição das secções

As ferramentas de edição (“resizing”) permitem a alteração interativa das dimensões da secção. As opções “move”, “flip”, “mirror” e “rotate” são úteis para posicionar as secções transversais e respetivas formas no local desejado. Existem ainda ferramentas para combinar secções e editar os respetivos nós, nomeadamente o “stack” e “alignment”.


Curvas de tensão-deformação

Para modelar os materiais e respetivas propriedades, é possível utilizar diferentes curvas de tensão-deformação, desde diagramas lineares, retangulares a curvas parabólicas.

 

 

 

Ações  


Ações e fator de amplificação dos momentos

O CSiCol permite a introdução de parâmetros para o cálculo detalhado do fator de amplificação dos momentos fletores, recorrendo à norma ACI-318. O programa verifica para cada combinação de ações, se é necessário ter em conta os efeitos de 2ª ordem no dimensionamento da secção, através de vários métodos.


Considerações de esbelteza

O CSiCOL realiza o cálculo do momento amplificado com base nas normas americanas e britânicas, nomeadamente a ACI-318 e BS-8110, calculando os comprimentos de encurvadura para várias combinações de ações considerando ou não os efeitos de 2ª ordem. Existem opções para introduzir cargas específicas para o cálculo da esbelteza, ou para introduzir diretamente as ações de dimensionamento.


Comprimento de encurvadura

Existem diversos casos de condições de apoio para as extremidades das secções, de forma a permitir que o programa calcule corretamente os comprimentos de encurvadura nos elementos de barra.

 

 

Análise  


Cálculo das tensões 

O CSiCOL calcula as tensões elásticas para o esforço transverso, esforço axial, momentos fletores e torsão. São igualmente apresentados gráficos 2D e 3D das tensões para secções fendilhadas, quer de betão armado ou mistas.


Cálculo das extensões

As tensões e extensões no betão e armaduras podem ser determinadas para um conjunto de ações, posição e localização da linha neutra da secção. 
 

 

 

 

Dimensionamento  


Superfícies de interação

O CSiCOL gera curvas de interação P-M para momentos em qualquer direção e curvas M-M para qualquer nível de carga. Fornece também a orientação da linha neutra e os diagramas tensão-deformação para qualquer ação.
 


Curvatura

O CSiCOL calcula os diagramas de momento-curvatura para um determinado esforço axial e orientação de momento fletor, para especificação do critério de rutura.


Dimensionamento da secção

O CSiCOL otimiza automaticamente as dimensões da secção e quantidade de armadura necessária, tendo em conta as combinações de ações a que o pilar está sujeito. Os utilizadores podem também especificar os valores mínimos e máximos dos parâmetros de dimensionamento, e o respetivo incremento. O “auto-design” poder também incluir a avaliação dos efeitos de esbelteza.