Skip to main content
Skip to footer

Novidades

31 Mar | 2021

ETABS v19.1.0

As principais melhorias implementadas no ETABS v19.1.0 são as seguintes:

Modelação

Melhorias no formulário de edição do traçado vertical dos cabos de pós-tensão. Todas as informações editáveis relacionadas com o traçado, geometria, forças de puxe e perdas estão agora disponíveis numa única localização.

 

 

Agora é possível definir apoios elásticos lineares através de objetos auxiliares do tipo Frame > None.

 

 

 

Ações

As cargas uniformes em lajes são agora aditivas quando atribuídas a objetos sobrepostos.

 

 

 

A carga sísmica automática ASCE 7-16 foi melhorada para incorporar a exceção contida na secção 11.4.

 

 

A carga sísmica automática AS 1170.4 foi melhorada para escalar o corte basal de acordo com o estipulado na Emenda1.

 

 

 

Dimensionamento

O dimensionamento de vigas de betão armado e de lajes baseado em bandas de integração permite agora controlar se os esforços axiais de compressão reduzem a necessidade de armadura. Os esforços axiais de tração e compressão que aumentem a armadura longitudinal necessária serão sempre considerados. Para elementos pré-esforçados, os esforços axiais são sempre considerados.

 

O dimensionamento de vigas de betão armado segundo o Eurocódigo 2 foi melhorado de forma a incluir a força de tração adicional na armadura longitudinal devida ao esforço transverso.

 

 

 

Performance-Based Design

O cálculo da cedência por corte (Vy) inclui agora a armadura especificada pelo utilizador nas rótulas plásticas de vigas e pilares, mesmo quando o elemento não tenha sido dimensionado.

Inicialização e finalização mais rápidas do processo de análise quando os casos são executados em paralelo.

Formação mais rápida da rigidez não-linear, determinação de eventos, e operações de atualização do estado para modelos pequenos e médios.

 

 

 

Tabelas

Já se encontra disponível a edição das secções do tipo Section-Designer através de tabelas, incluindo as secções gerais de Piers

 

 

 

Importação e Exportação

Melhoria na interoperabilidade dos modelos importados do Revit. O mapeamento de GUID's de objetos ETABS para ID's únicas de elementos Revit pode agora ser exportado para relatórios e tabelas de Excel.

 

 

 

Application Programming Interface (API)

Melhor desempenho e exemplos para clientes API e COM remotos. O novo exemplo API de Python usa comunicação direta com objetos .Net subjacentes.

 

 

 

 

 

23 Dez | 2020

ETABS v19.0.1 / 19.0.2

As principais melhorias implementadas no ETABS v19.0.1 / 19.0.2 são as seguintes:

Análise

A solução de rigidez foi paralelizada para acelerar ainda mais as análises estática não linear e de time-history por integração direta.

A saída tabular para energia de elementos não lineares e reações de base é agora muito mais rápida para as análises com muitos output steps.

Ações

A carga de vento NBCC 2015 suporta agora o procedimento dinâmico “Open and Rough Terrain” utilizando o fator de exposição Ce. Os cálculos da carga do vento estão agora disponíveis no relatório do projeto.

 

 

 

28 Out | 2020

ETABS v19.0.0

As principais melhorias implementadas no ETABS v19.0.0 são as seguintes:

Modelo estrutural

Implementação dos requerimentos especiais da nova versão do SidePlate systems para ligações metálicas viga-pilar.

 

 

Possibilidade de definir diâmetros de armaduras segundo as dimensões padrão da Coreia.

 

 

 

Ações

Melhoria nas funções de espectro de resposta do Anexo Nacional Português do Eurocódigo 8, utilizadas na geração de forças laterais equivalentes e nas análises modais. Agora o coeficiente de solo é interpolado entre Smax e 1,0 para acelerações superiores a 1,0 m/s2.

 

 

Implementação de cargas laterais automáticas para a norma coreana KDS 41 17 00:2019, incluindo cargas sísmicas e funções espectro resposta.

 

 

Implementação de cargas laterais automáticas para norma NTC 2018, incluindo cargas devido ao vento, cargas sísmicas e funções espectro resposta.

 

 

 

 

Performance-Based Design

Melhoria na gestão de modelos instáveis, e implementação de controlos adicionais em análises não iterativas event-to-event.

Melhoria na velocidade de execução de load cases não lineares com o multi-threaded solver.

 

 

Melhoria na velocidade de recuperação dos resultados de load cases não lineares e de integração direta. Estes resultados agora incluem a deformada do modelo, valores das forças e tensões e estados das rótulas plásticas.

 

 

 

Melhoria na convergência em sistemas sensíveis com rótulas paramétricas PMM.

 

 

Análise

Possibilidade de calcular deformações a curto e longo prazo de lajes de betão armado. As armaduras utilizadas no cálculo da fendilhação são baseadas nas armaduras definidas pelo utilizador, armaduras dimensionadas pelo programa, ou por uma especificação rápida de armaduras gerais.

 

 

Dimensionamento

Implementação de várias melhorias no dimensionamento de estruturas metálicas segundo a norma Russa SP 16.13330.2017.

 

 

Implementação da norma ACI 318-19 no dimensionamento de paredes de betão armado.

Implementação das normas ACI 318-19 e AS 3600-2018 no dimensionamento de lajes de betão armado e lajes pós-tensionadas.

 

 

 

Interface

Melhoria na visualização de plantas e cortes com o modo DirectX 2D, permitindo uma renderização mais clara, melhorias na qualidade das linhas, e utilização de fontes do tipo True Type.

 

 

Tabelas

Possibilidade guardar automaticamente tabelas em vários ficheiros, após análise.

 

Exportação/Importação

Possibilidade de importar e exportar ficheiros entre o Perform3D e o ETABS. A maior parte dos elementos, secções e respetivas propriedades, massas, cargas, load cases e algumas componentes não lineares podem ser importados/exportados. Os modelos a exportar do ETABS têm de cumprir com as especificações de modelação do Perform3D. Em qualquer um dos casos, será gerado um relatório das componentes que foram transferidas com sucesso.

 

 

Application Programming Interface (API)

Possibilidade de iniciar e controlar instâncias do SAP2000 em computadores remotos, incluindo a recuperação de resultados. Esta melhoria permite um processamento distribuído de grandes conjuntos de análises de Performance Based Design, estudos paramétricos extensivos e simulações de Monte Carlo.

 

 

Licenciamento Cloud

O licenciamento Cloud passar a ser o tipo de licenciamento por defeito do ETABS:

  • Não necessita de configurações especiais.
  • Possibilidade de aceder às licenças fora da rede da empresa e VPNs.
  • Possibilidade de partilha de licenças entre utilizadores (não simultânea).
  • Possibilidade de fazer checkout a uma licença para trabalhar offline.

 

 

 

 

 

11 Fev | 2020

ETABS v18.1.1

A principal melhoria implementada no ETABS v18.1.1 é a seguinte:

Modelo estrutural

Possibilidade de atribuir comportamentos não-lineares a panel zones. Estes comportamentos podem ser gerados automaticamente a partir da norma ASCE 41-17, ou especificados manualmente pelo utilizador. Podem ser definidas curvas simétricas multi-lineares com múltiplas opções de comportamento histerético. Os critérios de conformidade podem agora ser definidos independentemente para cada direção (major e minor) e podem também ser gerados automaticamente de acordo com a norma ASCE 41-17.

 

 

 

 

 

11 Dez | 2019

ETABS v18.1.0

As principais melhorias implementadas no ETABS v18.1.0 são:

Performance-Based Design – Critérios de conformidade

Possibilidade de atribuir critérios de conformidade às propriedades de Links Panel Zones para uso nas verificações de desempenho.

 

 

Possibilidade de atribuir critérios de conformidade a Piers e Spandrels que conseguem medir forças e tensões, ou tensões como resultado do rácio da raiz quadrada da tensão de rotura do betão à compressão fck.

 

 

Performance-Based Design – Resultados​

Melhorias na ferramenta de verificação de desempenho, que permite agora um maior controlo sobre o cálculo do rácio de capacidade (D/C ratio) para todo o modelo, bem como para cada objeto individualmente. A verificação de desempenho pode agora incluir critérios de conformidade de linksstrain gauges, esforços de piers e spandrels, e panel zones, bem como das rótulas plásticas de barras e paredes que já se encontravam disponíveis. Possibilidade de criar múltiplos Demand Sets e múltiplos métodos de combinação, permitindo um maior controlo sobre os resultados da verificação de desempenho.

 

 

Melhorias nas tabelas de output, que permitem agora consulta do rácio de capacidade (D/C ratio) para todo o modelo, bem como para cada objeto individualmente.

 

 

Possibilidade de consultar graficamente todos os resultados da verificação de desempenho (Display > Performance Check), incluindo os critérios de conformidade de linksstrain gauges, esforços de piers e spandrels, e panel zones, bem como das rótulas plásticas de barras e paredes que já se encontravam disponíveis.

 

 

 

Possibilidade de plotar os rácios dos critérios de conformidade (Acceptance Criteira D/C ratio) em gráficos. Estes gráficos podem ser usados para visualizar o rácio de capacidade (D/C ratio) para um determinado grupo e para um nível de desempenho especificado, para todos os steps de um load case multi-step (p.e. time-history).

 

 

Implementação de um novo item de menu (Display > Performance Check Usage Ratio Diagram) que mostra o rácio de capacidade (D/C ratio) para todos os Demand Sets de uma verificação de desempenho e para um determinado objetivo de performance. Este diagrama permite visualizar a contribuição relativa de cada Demand Set e/ou tipo de objeto para uma verificação de desempenho.

 

 

Análise

Possibilidade de correr vários Load Cases em paralelo. Esta característica é particularmente eficiente no âmbito do dimensionamento sísmico baseado no desempenho (Performance-Based Design), quando se pretende executar múltiplos casos de análise dinâmica não linear.

 

 

Agora, todas as mensagens de erro, aviso e informação emitidas durante a análise são compiladas e apresentadas no final da análise. Estas mensagens são as mesmas que aparecem no LOG de análise, mas são apresentadas num formato mais conciso. Também se pode consultá-las através de tabelas.

 

 

Dimensionamento

Atualização do dimensionamento de estruturas metálicas segundo a norma russa da versão SP16.13330.2011 para a nova SP16.13330.2017. Foram também implementadas melhorias nas equações de interação de esforços, relatórios de dimensionamento e parâmetros de controlo.

 

 

Melhorias no dimensionamento sísmico de estruturas de betão armado segundo a norma Russa SP 63.13330.2012, através da inclusão de novos parâmetros de controlo.

 

 

Modelo Estrutural

Implementação de uma nova biblioteca de materiais para a região da Coreia. Esta biblioteca inclui materiais como o aço, betão e armaduras segundo a norma KBC 2016.

 

 

Resultados

Agora é possível consultar independentemente a energia dissipada por elementos pertencentes diferentes grupos.

 

 

Tabelas

Possibilidade de filtrar e ordenar tabelas clicando com o botão do rato direto sobre o cabeçalho da coluna desejada.

 

 

 

 

 

24 Jun | 2019

ETABS v18.0.0

As principais melhorias implementadas no ETABS v18.0.0 são:

Novas Tabelas

As tabelas foram substancialmente expandidas, de forma definir completamente o modelo e os resultados

 

 

A maioria das tabelas de definição do modelo pode ser editada interactivamente

Possibilidade de exportá-las para Excel, Access, texto ou XML

As tabelas exportadas podem ser editadas e re-importadas para definir um novo modelo, ou para aplicar alterações ao modelo existente

 

 

Dimensionamento - Betão armado

Implementação da norma Australiana AS 3600-2018

Implementação da norma Coreana KBC 2016, incluindo requisitos para dimensionamento sísmico

Implementação da norma Mexicana RCDF 2017

Adição do dimensionamento à torção na norma Neozelandesa NZS 3101-06

 

 

Melhoria significativa da norma Russa SP 63.13330.2012, incluindo o dimensionamento de lajes, paredes e a análise da largura de fendas em vigas

 

 

Implementação da norma Turca TS 500-2000(R2018), incluindo requisitos para dimensionamento sísmico

Melhoria na deteção de paredes de betão coplanares integradas em núcleos 3D

 

 

Dimensionamento - Estruturas Metálicas e Mistas

Implementação da norma Coreana KBC 2016 para o cálculo de estruturas metálicas

Melhoria significativa da norma Russa SP 16.13330.2011 para o dimensionamento de estruturas metálicas

 

 

Possibilidade de considerar esforços axiais em vigas mistas na norma Americana AISC 360-16

Possibilidade de dimensionar vigas alveolares (celulares ou casteladas) de acordo com a norma americana AISC 360-16, seguindo as recomendações do manual AISC Design Guide 31

 

 

Melhoria significativa do dimensionamento de vigas mistas segundo o Eurocódigo 4

 

 

Análise

Novas opções disponíveis na definição da rigidez e amortecimento de objetos Link não lineares, incluindo isoladores de base, melhorando o controlo do comportamento de dissipação de energia

 

 

Possibilidade de combinar Event Stepping e Line-search em análises estáticas não lineares

Melhoria na convergência das análises com elementos Friciton-Pendulum Isolator, no caso de existirem variações significativas do esforço axial, incluindo uplifting

 

 

Performance-Based Design

Possibilidade de definir zonas (áreas ou linhas) onde se pretende monitorizar extensões, rotações ou deformações por corte e compará-las com critérios de aceitação

 

 

Resultados

Os resultados de combinações que incluam load cases multi-step podem ser agora consultados para cada step individual graficamente ou em tabelas

 

 

Possibilidade consultar acelerações, velocidades e deslocamentos relativos e absolutos para todos os generalized displacements

 

Interface

Consulta de cargas aplicadas a lajes através de diagramas de cores

 

Eficiência

Melhoria na rapidez do dimensionamento de vigas, pilares e paredes para todas as normas e materiais, quando as combinações utilizadas incluem load cases multi-step, como por exemplo análises time-history

Redução do tempo da geração do modelo de análise em caso de que não haja necessidade de voltar a gerar automaticamente novas malhas para objetos Shell

Melhoria na rapidez de visualização de resultados de análises time-history, incluindo FNA, para modelos grandes e com muitos modos

Redução do tamanho dos resultados guardados para análises time-history por integração direta

Melhoria na rapidez de recuperação dos resultados através da API

 

 

API (Application Programming Interface)

Compatibilidade garantida da API com versões futuras do programa, até que surja necessidade de mudança drástica

Introdução duma API multi-plataforma, que funcionará com os produtos da CSI: ETABS, SAP2000 e CSiBridge

 

 

As novas tabelas de dados podem ser acedidas para visualização em vários formatos

As novas tabelas de definição do modelo podem ser editadas em múltiplos formatos, funcionando de forma semelhante às tabelas de edição interativa

 

 

 

 

 

30 Jul | 2018

ETABS v17.0.1

As principais melhorias implementadas no ETABS v17.0.1 são:

Dimensionamento

Dimensionamento de estruturas metálicas de acordo com a norma Chinesa de 2018, incluindo os requisitos das normas GB50017-2017 (estruturas metálicas), GB50011-2010 (sismo) e JGJ99-2015 (edifícios altos).

 

 

 

 

 

03 Jun | 2018

ETABS v17.0.0

As principais melhorias implementadas no ETABS v17.0.0 são:

Modelação

Novo gerador de malhas de lajes

 

Nova opção de introdução de malhas definidas pelo utilizador que adiciona a possibilidade de realizar as seguintes operações, entre outras:

  • Agregar malhas manuais num único objeto
  • Explodir malhas automáticas para múltiplos objetos
  • Importar malhas definidas em DXF
  • Editar/fixar malhas geradas automaticamente pelo programa

 

Comando “Merge Shells” melhorado:

  • União simultânea de múltiplos objetos
  • Pré-visualização do resultado da operação
  • Identificação gráfica do objeto cujas propriedades prevalecerão

 

Geração de zonas rígidas nos topos de pilares e paredes:

  • Definidas automaticamente de acordo com as dimensões dos elementos ou definidas manualmente pelo utilizador
  • Resolução prática dos problemas típicos de excentricidades pilar/pilar e viga/pilar
  • Modelação mais adequada nos casos de pilares/paredes de grandes dimensões
  • Dimensionamento das lajes melhorado, excluindo-se os picos de esforços contidos nestas zonas

 

Novo link para modelar blocos de borracha de alto amortecimento

 

Possibilidade de aplicar propriedades de links em “Line Springs” e “Area Springs”

 

 

Interface

Melhorias no modo gráfico DirectX

 

 

Análise

Possibilidade de definir múltiplos deslocamentos de controlo para melhorar o comportamento de convergência em análises Pushover de modelos com perdas bruscas de resistência

 

Nova opção para controlar a rigidez negativa associada à perda de resistência em rótulas plásticas

 

Melhoria do comportamento de convergência de análises não-lineares estáticas

Melhoria da velocidade e redução do armazenamento de dados na execução de análises não-lineares e na visualização dos respetivos resultados 

Implementação da opção não iterativa entre “eventos” para análises não-lineares estáticas

Esta opção permite o incremento da carga até que um dos elementos não-lineares definidos atinja um “evento” que provoca uma alteração significativa na rigidez da estrutura

 

 

Resultados

Output de extensões em lajes e paredes

 

 

Performance Based Design

Novas rótulas plásticas automáticas geradas de acordo com a ASCE 41-17

 

Possibilidade de definição de novos pontos nas curvas das rótulas plásticas

 

 

Ações

Implementação de cargas laterais automáticas de vento de acordo com as normas ASCE 7-16 e KBC 2016

Implementação de cargas laterais automáticas de sismo de acordo com as normas ASCE 7-16, KBC 2016, IS 1893:2016 e TSC-2018

Implementação das funções de espetro de resposta de acordo com as normas ASCE 7-16, KBC 2016, IS 1893:2016 e TSC-2018

 

 

Dimensionamento

Implementação da norma AISC 360-16 para o cálculo de vigas mistas

Implementação da norma AISC 360-16 para o cálculo de estruturas metálicas

Implementação da norma NTC 2018 para o cálculo de estruturas metálicas

Implementação das regras de ductilidade sísmica da IS 13920:2016 no cálculo de estruturas de betão armado de acordo com a norma IS 456:2000 

 

Utilização de processamento paralelo na execução do dimensionamento (qualquer tipo)

Nova opção para considerar as regras pilar forte/viga fraca no dimensionamento automático de pilares

 

Revisão dos critérios de aceitação de acordo com o Design Guide 11, Vibrations of Steel-Framed Structural Systems Due to Human Activity, na verificação de vibrações em vigas mistas

 

 

​​​​

 

21 Jun | 2017

ETABS 2016 v16.2.0

As melhorias implementadas no ETABS 2016 v16.2.0 são:

Modelação

Possibilidade de definir diagramas de comportamentos reológicos segundo o regulamento europeu (Eurocódigo 2-2004), australiano (AS 3600-2009), neo-zelandês (NZS 3101-2006) e de acordo com o método de Gardner and Lockman (GL2000)
 


 

Análise

Possibilidade de definir a percentagem de armaduras a considerar em análises de fluência e retração para contabilizar o encurtamento axial de pilares e paredes
 

 

Cálculo do amortecimento para cada modo de vibração (modal damping) em análises time-history lineares e não lineares por integração direta
 



Resultados

Cálculo da abertura de fendas segundo o Eurocódigo 2-2004
 

 

 

 

 

07 Abr | 2017

ETABS 2016 v16.1.0

As melhorias implementadas no ETABS 2016 v16.1.0 são:

Interface

Melhorias na velocidade de visualização

Novas opções de visualização como o “Walk mode navigation” e “Cut-away plane”
 

 

 

Modelação

Nova base de dados dos materiais betão e aço de acordo com o regulamento Vietnamita
 

 

Ações

Implementação de ações laterais automáticas de sismo e funções de espetro de resposta de acordo com o regulamento do Vietnam (TCVN 9386:2012)

Implementação de ações laterais automáticas de vento de acordo com o regulamento do Vietnam (TCVN 2737:1995)

Implementação de ações laterais automáticas de vento de acordo com o regulamento Indiano (IS:875 - Part 3)


Resultados

Possibilidade de visualizar automaticamente as funções de espetro de resposta para cada acelerograma definido em análises time-history. É possível também gerar espetros de resposta para um conjunto de acelerogramas e vizualizar vários resultados como a envolvente, mediana, média, desvio padrão, entre outros
 


Importação e exportação

Nova opção de exportação de modelos através do formato STL para impressão 3D
 

 

Implementação da funcionalidade CSI Cloud, serviço online de armazenamento de dados, que permite a visualização do modelo e resultados de análise através de dispositivos móveis (ver mais)
 

 

 


 


 

27 Jan | 2017

ETABS 2016 v16.0.3

As melhorias implementadas no ETABS 2016 v16.0.3 são:

Modelação

O editor de traçado dos cabos foi redesenhado para permitir a edição simultânea das propriedades dos cabos em qualquer vão. Anteriormente, a edição dos traçados tinha de ser realizada de forma isolada para cada vão
 



Análise

Melhorias no comportamento dos elementos “link” do tipo “friction isolator” e “triple pendulum” para serem utilizados em análises dinâmicas não lineares


Dimensionamento

Implementação dos regulamentos Coreanos e de Hong Kong para o dimensionamento de pilares, vigas e paredes (Korean 2009 e Hong Kong 2013)

Implementação do regulamento Russo para o dimensionamento de lajes (Russian SP 63.13330.2012)
 



 

 

 

26 Out | 2016

ETABS 2016 v16.0.1 e v16.0.2

As melhorias implementadas no ETABS 2016 v16.0.1 e v16.0.2 são:

Análise

​Redução do tamanho dos ficheiros de resultados em análises estáticas multi-step e análises no tempo por integração direta. Esta melhoria é importante para reduzir o espaço no disco utilizado em modelos de performance-based design

Dimensionamento

​Foi incluído na versão chinesa do software o dimensionamento sísmico com base em deslocamentos através da norma Chinesa JGJ3-2010

Melhorias no dimensionamento de paredes de betão segundo a norma britânica BS 8110-1197

 

 

 

 

 

24 Ago | 2016

ETABS 2016 v16.0.0

As melhorias implementadas no ETABS 2016 v16.0.0 são:

Dimensionamento de Lajes

Integração de características do SAFE no ETABS referentes ao dimensionamento de lajes de acordo com diversos códigos internacionais como o Eurocódigo 2, ACI 318-14, etc

 

Introdução das bandas de integração de esforços em lajes

 

Modelação de pós-tensão e dimensionamento de lajes tendo em conta a pós-tensão em Estado Limite de Serviço e Estado Limite Último

 

Verificação de punçoamento de lajes sobre pilares e em zonas de cargas concentradas

 

Dimensionamento de armaduras de lajes baseado no método das bandas e elementos finitos
 

 

Modelação

Nova propriedade de junta articulada e/ou de corte atribuível a bordos de lajes e paredes/muros

Controlo de alinhamento entre lajes com desníveis e entre paredes/muros

Possibilidade de criar lajes e muros/paredes de espessura variável
 

 

Interacção solo-estrutura com definição de camadas de solo e geração de molas para fundações


Novas rótulas plásticas PMM paramétricas para barras metálicas e de betão armado

 

Geração de malhas mais eficiente. Agora as malhas permanecem guardadas e apenas são regeneradas as malhas dos pisos que tenham sofrido alterações

 

Ações

Possibilidade de introduzir cargas variáveis em elementos shell

Cargas laterais automáticas de vento e sismo de acordo com o regulamento Canadiano NBCC 2015

 

Introdução da função de espetro de resposta para os regulamento Russo e Canadiano (NBCC 2015)

 

 

Análise

Determinação automática do deslocamento-alvo para análises estáticas não lineares (pushover) de acordo com o Eurocódigo 8

Novas ferramentas para verificação automática dos níveis de vibração induzidos pela passada humana em pavimentos, através de análises dinâmicas

 

Melhorias na velocidade de análises não-lineares estáticas e dinâmicas

 

Melhoria no comportamento das rótulas de fibras

Novas opções disponíveis nas análises de faseamento construtivo, tais como a referenciação de objetos através dos respetivos pisos e a alteração de propriedades de links

 

Dimensionamento

Melhorias no dimensionamento de estruturas metálicas de acordo com o Eurocódigo 3, tais como a inclusão dos esforços de torção e o cálculo de comprimentos de encurvadura para situação de nós fixos

Melhorias no dimensionamento de pilares e vigas de betão armado de secção variável

Novo overwrite de dimensionamento de betão armado para inclusão/exclusão dos esforços de torção

 

 

Resultados

Gráficos dinâmicos de resposta global da estrutura para análises time history e análises estáticas não lineares

 

Exportação e Importação

Melhorias na interoperabilidade com o Revit

 

 

 

 

 

25 Nov | 2015

ETABS 2015 v15.2.0 e v15.2.2

As melhorias implementadas no ETABS 2015 v15.2.0 e v15.2.2 são:

Dimensionamento

Melhorias no dimensionamento de paredes e núcleos através do Eurocódigo 2-2004 para reportar o comprimento livre utilizado na determinação da encurvadura nos “piers”

 

Atualização da base de dados dos materiais para a Rússia

Melhorias no dimensionamento através das normas canadianas (CSA S16-09 e CSA S16-14) para limitar a largura efectiva da laje a ¼ do vão da viga e ter em conta a deformação devido à retração do betão

 

Resultados

Tabelas de resultados com a indicação dos valores máximos dos “drifts” em cada piso e diafragma

Resultados dos “drifts” reportados nas extremidades dos contraventamentos

 

Exportação e Importação

Possibilidade de exportar ficheiros AutoCAD versões 2015 e 2016

 

API (Application Programming Interface)

Possibilidade de aceder aos plugins, criados a partir da API, dentro do programa ETABS

 

Versão Chinesa

Inclusão dos relatórios de cálculo detalhados na versão chinesa

Outras melhorias 

 

 

 

 

 

 

28 Jul | 2015

ETABS 2015 v15.1.0

As melhorias implementadas no ETABS 2015 v15.1.0 são:

Modelação 

Foi adicionado um novo tipo de elemento "Darwin-Pecknold" para modelação 2D do comportamento não-linear de objetos de betão do tipo "layered shell". Este tipo de elemento representa a compressão no betão, fendilhação e comportamento ao corte, sob a ação simultânea de cargas monotónicas e cíclicas. É possível ainda ter em conta a inclinação das fissuras

Resultados para os elementos "layered shell"

 

Definições da "layered shell"

 


Possibilidade de definir diagramas de comportamentos reológicos segundo as normas CEB-FIP 2010 e ACI 209R-92, e fatores de escala para os mesmos. Também já é possível a definição manual dos referidos diagramas



As dimensões da secção para ter em conta os efeitos diferidos e a retração podem agora ser especificadas a partir das propriedades das mesmas, em vez de estarem associadas ao nível dos materiais

 

Ações

Implementação das ações laterais automáticas de sismo de acordo com a norma da República Dominicana R-001

 

Implementação das funções de espetro de resposta de acordo com as normas da Costa Rica (Costa Rica Seismic code 2010), Equador (NEC-SE-DS-2015), México (CFE-93 e CFE-2008) e Peru (NTE E.030 2014)  

 

Análise

Introdução de uma verificação de estabilidade adicional para casos de carga estática não linear, que permite reportar as zonas de rutura devido a não linearidades de material e geométrica

Aumento da velocidade de cálculo em análises estáticas não lineares e time-history, recorrendo ao método de integração direta, para modelos que contenham muitos elementos shell

 

Dimensionamento

Implementação de várias melhorias no dimensionamento de vigas mistas para aumentar a produtividade e melhorar os relatórios de cálculo

 

 

 

23 Fev | 2015

ETABS 2015 v15.0.0

As melhorias implementadas no ETABS 2015 v15.0.0 são:

Modelação 

Melhorias significativas no Direct X para modelos complexos e de grandes dimensões

 

 

Geração de acelerogramas artificiais a partir de espectros de resposta

 

 

Definição de múltiplas excentricidades acidentais das massas por piso para análises dinâmicas

 

Introdução automática de imperfeições geométricas seguindo a configuração deformada de modos de encurvadura e vibração
 

 



Dimensionamento

Possibilidade de introduzir rótulas plásticas em paredes

 

Múltiplas opções de histerese para rótulas plásticas

 

Média dos valores obtidos para múltiplas análises temporais não-lineares ("time history")

 

Opção quase-estática para convergência de análises em modelos complexos

 

Melhorias no interface de utilização para o dimensionamento automático de vigas mistas

 

 

Implementação da norma ACI 318-14 para o cálculo de estruturas de betão armado 

Implementação da norma CSA A23.3-14 para o cálculo de estruturas de betão armado 

Implementação da norma KBC 2009 para o cálculo de estruturas de betão armado 

Implementação da norma CSA S16-14 para o cálculo de estruturas metálicas 

Implementação da norma KBC 2009 para o cálculo de estruturas metálicas 

Implementação da norma CSA S16-14 para o cálculo de vigas mistas 

Implementação de funções automáticas de espectros de resposta para a Argentina, Chile, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Perú e Venezuela

Melhorias gerais no dimensionamento segundo as normas já implementadas


Conexão com outros programas
 

Melhorias significativas na API

 

 

 

22 Dez | 2014

ETABS 2013 v13.2.0, v13.2.1 e v13.2.2

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.2.0, v13.2.1 e v13.2.2 são:

Modelação 

Implementação da opção "Auto-Relabel" para renomeação das barras

Implementação de novas secções e materiais de acordo com as normas russas

Possibilidade de definir e especificar o material "Alvenaria" (Masonry)

Possibilidade de definir e criar várias massas para diferentes tipos de casos de análise

As cargas fictícias podem agora ser baseadas em cargas de neve e outras cargas gravíticas


Dimensionamento

Implementação da norma ASCE 41-13 para análises "performance-based design" considerando o cálculo de rótulas plásticas para objetos de barra e o comportamento "panel zone" e BRBs ("buckling-restrained braces")

Possibilidade de escolher o anexo nacional da Singapura na definição de espetros de resposta de acordo com o Eurocódigo 8-2004

Implementação da Emenda Nº 1 da norma Indiana IS 800:2007 para o dimensionamento de estruturas metálicas

Melhorias na visualização dos parâmetros definidos a partir dos "overwrites" nas estruturas metálicas

Introdução da ação da neve nas combinações automáticas através das normas Canadianas (CSA A23.3-04 e CSA S16-09)

Melhorias no dimensionamento de vigas mistas

Implementação do dimensionamento de paredes através da norma Indiana IS 456:2000, tendo em conta a mínima excentricidade na maior e menor direção devido à esbelteza
 

Análise

Aumento da velocidade de análise para a maior parte dos casos de análise

Aumento do tempo de convergência e redução do tempo de cálculo para análise estáticas não lineares e análise "time history" através de integração direta ("direct integration")

 

Resultados

Várias tabelas de dados foram adicionadas ou foi expandido o seu conteúdo

As definições das tabelas podem agora ser guardadas num arquivo de texto

 

 

13 Jun | 2014

ETABS 2013 v13.1.5

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.1.5 são:

Aumento do tempo de convergência e redução do tempo de análise no algoritmo de cálculo para análises "time history" através de integração direta ("direct integration")

 

 

 

17 Abr | 2014

ETABS 2013 v13.1.4

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.1.4 são:

Modelação

Implementação de novas secções de vigas e pilares chineses

Conexão com outros programas

Melhorias na importação de ficheiros DXF e DWG para transformar automaticamente objetos de arquitetura em objetos estruturais no modelo do ETABS

Melhorias na importação de modelos do Revit Structure para o ETABS, de forma a incluir pilares inclinados e aberturas em paredes

Melhorias na importação de modelos 3D em DXF e DWG para detetar e gerar automaticamente pisos no ETABS e dividir paredes por pisos

 

 

 

10 Out | 2014

ETABS 2013 v13.1.2 e v13.1.3

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.1.2 e v13.1.3 são:

Dimensionamento

Atualização do dimensionamento automático de vigas, pilares e paredes de betão, de acordo Emenda Nº3 - 2011 da norma AS 3600-09/NZS 3101-06, para afetar as combinações sísmicas

Melhorias no dimensionamento automático de paredes de betão de acordo como Eurocódigo 2-2004, para o cálculo da armadura uniforme e implementação de novas opções no "section designer"


Resultados

As tabelas de resultados com os fatores de participação modal foram melhoradas para incluir a contribuição das massas adicionais na estrutura, para além da massa concentrada nos diafragmas

As tabelas de resultados podem agora ser exportadas para ficheiros XML e visualizadas em Microsoft Access
 

Conexão com outros programas

É possível exportar cargas na estrutura do ETABS para o SAFE, provenientes de um caso de análise do tipo faseamento construtivo

Melhorias na importação de ficheiros AutoCAD, nomeadamente na importação direta de pisos, sistemas de grelhas e modelos 3D

Melhorias na importação e exportação de ficheiros IFC 4

Melhorias na importação de ficheiros SDNF

Melhorias na importação de ficheiros CIS/2

Novas funções implementadas para melhoria da API

 

 

 

10 Jun | 2014

ETABS 2013 v13.1.0 e v13.1.1

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.1.0 e v13.1.1 são:

Modelação

Melhorias nas propriedades das secções metálicas e de betão armado

Possibilidade de introduzir massa adicional na estrutura, para além do peso próprio e da massa associada aos casos de carga
 

Dimensionamento

Introdução do regulamento Hong Kong CP 2013 para o dimensionamento de vigas, pilares e paredes de betão armado

Introdução das ações laterais automáticas do vento de acordo com as normas australianas e neozelandesas AS/NZS 1170.2-2011

Introdução das ações laterais automáticas do vento de acordo com as normas ASCE7-02, ASCE7-05 e ASCE 7-10, para determinação automática dos coeficientes de pressão (sucção e pressão) a partir das dimensões do edifício.


Resultados

Introdução de novas tabelas com informações adicionais sobre as propriedades das secções dos "piers" e "spandrels"
 

Conexão com outros programas

Melhorias na importação e exportação de ficheiros IFC


Outras

Possibilidade de customizar atalhos para o teclado para acesso a vários menus

 

 

 

22 Abr | 2014

ETABS 2013 v13.0.0

As melhorias implementadas no ETABS 2013 v13.0.0:

Modelação

Melhorias nas propriedades das secções metálicas e de betão armado

Opção "Model explorer" para rápido acesso a qualquer parte/componente do modelo

Criação de modelos tridimensionais de objetos através da importação de ficheiros em AutoCAD

Criação de modelos estruturais no ETABS através da importação de plantas de arquitetura em AutoCAD

Possibilidade de criar modelos 2D/3D a partir de templates

Possibilidade de visualizar alterações durante o processo de edição e/ou desenho

Modelação de vigas, lajes e paredes curvas

Deteção dos contornos dos objetos para facilidade de modelação

Opções de zoom e rotação durante a modelação de uma estrutura

Possibilidade de criar paredes e núcleos de forma paramétrica

Melhorias nas janelas de edição e seleção

Introdução de "intelligent snaps" para facilitar o processo de modelação

Introdução da opção "Tower" para existência de múltiplas torres com sistemas de grelhas e pisos dependentes

Propriedades lineares e não lineares para objetos de nós, barras e área

Definição de múltiplas opções de carregamentos para objetos de área

Possibilidade de utilizar diferentes sistemas de unidades no input/output de resultados
 

Análise

Motor de 64 bit Advanced SAPFire Analysis Engine para aumentar a capacidade de cálculo e análise para modelos complexos

Novo solver do tipo "multi-threaded" para sistemas multi-CPU e multi-core

Utilização de análises a 64 bits para melhorar a performance e resposta do cálculo

Opção "Model Alive" para visualizar automaticamente as alterações realizadas ao modelo

Melhorias nas opções de edição da malha de elementos finitos

Opção "Range" para combinações de casos de carga

Faseamento construtivo com possibilidade de alterar secções e carregamentos na estrutura

Introdução de variáveis dependentes do tempo como a fluência e retração

Introdução de opções para modificação de geometria através da otimização

Introdução do elemento "layered shell" não linear para as paredes de acordo com os pressupostos do "performance based design"

Novo isolador de base não linear do tipo "Triple Pendulum"

Novo elemento multi-linear plástico para modelar fundações

Introdução de rótulas plásticas não lineares automáticas para objetos de barra

Melhorias na análise de encurvadura de elementos estruturais

Métodos de integração direta linear e não linear para análises time-history

Resultados de integração de esforços em paredes e lajes (section cuts)

Implementação de várias opções para resultados de deslocamentos, como por exemplo, médias, deslocamentos relativos entre pisos, etc.
 

Dimensionamento

Implementação de cargas laterais automáticas de sismo para vários códigos e normas internacionais

Implementação de cargas laterais automáticas de vento para vários códigos e normas internacionais

Implementação de funções de espetro de resposta para vários códigos e normas internacionais

Consideração automática da excentricidade acidental para a ação do sismo

Consideração automática da ação do vento para várias direções

Implementação da opção de redução de sobrecarga para vários códigos e normas internacionais

Melhorias na saída e visualização de resultados

Introdução de novos regulamentos sísmicos para o cálculo de estruturas metálicas

Introdução de considerações especiais para EBF e BRB

Introdução de novos regulamentos sísmicos para o cálculo de estruturas de betão

Introdução de novos regulamentos para o cálculo de vigas mistas

Introdução de novos regulamentos para o cálculo de pilares mistos

Atualização dos regulamentos sísmicos para o cálculo de paredes

Introdução do dimensionamento de paredes de alvenaria de acordo com a ACI 530-11

Atualização do dimensionamento de vigas treliçadas conforme a norma SJI 2010

Otimização das armaduras para paredes

Dimensionamento de paredes curvas

Otimização do deslocamento relativo entre pisos para estruturas metálicas e de betão armado

Otimização do deslocamento relativo entre pisos para estruturas de parede

Introdução do dimensionamento de ligações e chapas metálicas de acordo com a AISC 360-10

Opções de visualização

Aumento do número de vistas e janelas

Opções de renderização de modelos

Nova janela de visualização através de DirectX

Visualização da direção dos vetores com a indicação das forças e tensões máximas em lajes e paredes

Visualização dos diagramas de esforços no modelo 3D

Opções de impressão de gráficos com escalas específicas

Resultados

Visualização de dados de input e output através de tabelas

Fácil acesso a tabelas através do "model explorer"

Melhorias na visualização das tabelas com novas opções de filtro e seleção

Geração automática de relatórios de projeto

Opções de customização para os relatórios de projeto

"Named displays" e ficheiros de texto podem ser adicionados aos relatórios de cálculo

Visualização de relatórios diretamente no ecrã

Exportação do relatório de cálculo para ficheiros .docx

 


Pormenorização

Introdução de desenhos e pormenores esquemáticos para estruturas metálicas e de betão

Introdução de mapas com informação das secções e propriedades para estruturas metálicas

Introdução de mapas com informação das secções e propriedades para estruturas mistas

Introdução de mapas de armaduras para vigas e pilares de betão

Pormenores de armaduras em alçado e corte para paredes

Customização das preferências de pormenorização

Customização dos desenhos para múltiplas vistas

Geração da lista de quantidades automática

Impressão e exportação para AutoCAD

Conexão com outros programas

API disponível

Importação e exportação de ficheiros IFC2x2, 2x3 e 2x4

Importação e exportação de/para o programa Revit 2011, 2012 e 2013

Importação e exportação de/para o programa AutoCAD 2011, 2012 e 2013

Exportação de imagens para os formatos pdf, dxf, bmp, jpeg, giff e png

 

Documentação

Melhorias e introdução de novos documentos de apoio à utilização do programa


Normas e Códigos implementados

 

Cargas laterais automáticas - Sismo

  • ASCE 7-10
  • AS/NZS 1170 2002
  • GB50011-2010
  • Eurocode 8 2004
  • IS 1893 2002
  • Italian NTC 2008
  • NBCC 2010
  • Turkish Seismic Code 2007
  • NZS 1170 2004
  • BOCA 96
  • ASCE 7-02
  • ASCE 7-05
  • NBCC 95
  • NBCC 2005
  • NEHRP 97
  • UBC 94
  • UBC 97

     

Funções de espetro de resposta

  • AS1170-2007
  • ASCE 7-02
  • ASCE 7-05
  • ASCE 7-10
  • BOCA 96
  • GB50011-2010
  • Eurocode 8-2004
  • IS 1893:2002
  • Italian NTC 2008
  • Italian3274
  • NBCC 2005
  • NBCC 2010
  • NBCC95
  • NEHRP97
  • NZS1170-2004
  • NZS 4203
  • Turkish Seismic Code 2007
  • UBC 94
  • UBC 97
     

Normas para estruturas metálicas

  • AISC 360-10
  • AISC 360-05
  • AISC LRFD 93
  • AISC ASD 89
  • AS 4100-1998
  • BS 5950-2000
  • CSA S16-09
  • Eurocode 3-2005
  • IS 800:2007
  • Italian NTC 2008
  • NZS 3404:1997
  • GB50017-2003

 

 
 
 

Normas para vigas mistas

  • AISC 360-10
  • AISC 360-05
  • BS 5950-1990
  • CSA S16-09
  • Eurocode 4-2004
  • GB50017-2003

 

 

Normas para pilares mistos

  • AISC 360-10
  • JGJ3-2010, CECS159:2004, JGJ138-2001

 

 

Cargas laterais automáticas - Vento

  • ASCE 7-10
  • AS/NZS 1170 2002
  • GB50011-2010
  • Eurocode 8 2004
  • IS 1893 2002
  • Italian NTC 2008
  • NBCC 2010
  • Turkish Seismic Code 2007
  • NZS 1170 2004
  • BOCA 96
  • ASCE 7-02
  • ASCE 7-05
  • NBCC 95
  • NBCC 2005
  • NEHRP 97
  • UBC 94
  • UBC 97
  • UBC 97 Isolated


Redução de sobrecarga

  • ASCE 7-95
  • ASCE 7-05
  • ASCE 7-10
  • AS/NZ 1170.1-2002
  • Chinese GB 50009-2012
  • Eurocode 1991:2002
  • Hong Kong COP 2011
  • Indian IS 875-1987
  • NBCC95
  • NBCC2005
  • NBCC2010
  • UBC97
  • User Parameters (per Section 1607.5, UBC 1997)
  • User Defined Curves (By Tributary Area)
  • User Defined (By Stories Supported
     

 


 

Normas para estruturas de betão

  • ACI 318-11
  • ACI 318-08
  • ACI 530-11
  • AS 3600-09
  • BS8110-97
  • CSA A23.3-04
  • Eurocode 2-2004
  • Hong Kong CP 2004
  • IS 456:2000
  • Italian NTC 2008
  • KCI-1999
  • Mexican RCDF 2004
  • NZS 3101:2006
  • Singapore CP 65:99
  • TS 500-2000
  • GB50010-2010
     

Normas para estruturas de parede

  • ACI 318-11
  • ACI 318-08
  • AS 3600-09
  • BS 8110-97
  • CSA A23.3-04
  • Eurocode 2-2004
  • Hong Kong CP 2004
  • IS 456:2000
  • Mexican RCDF 2004
  • NZS 3101:2006
  • Singapore CP 65:99
  • TS 500-2000
  • GB50010-2010

Possibilidade de definir diagramas de comportamentos reológicos segundo o regulamento europeu (Eurocódigo 2-2004), australiano (AS 3600-2009), neo-zelandês (NZS 3101-2006) e de acordo com o método de Gardner and Lockman (GL2000)
Possibilidade de definir diagramas de comportamentos reológicos segundo o regulamento europeu (Eurocódigo 2-2004), australiano (AS 3600-2009), neo-zelandês (NZS 3101-2006) e de acordo com o método de Gardner and Lockman (GL2000)

 

Nova opção de introdução de malhas definidas pelo utilizador que adiciona a possibilidade de realizar as seguintes operações, entre outras:

 

  • Agregar malhas manuais num único objeto
  • Explodir malhas automáticas para múltiplos objetos
  • Importar malhas definidas em DXF
  • Editar/fixar malhas geradas automaticamente pelo programa

Novo link para modelar blocos de borracha de alto amortecimento
Possibilidade de aplicar propriedades de links em “Line Springs” e “Area Springs”
Possibilidade de definir múltiplos deslocamentos de controlo para melhorar o comportamento de convergência em análises Pushover de modelos com perdas bruscas de resistência
Melhoria do comportamento de convergência de análises não-lineares estáticas
Novas rótulas plásticas automáticas geradas de acordo com a ASCE 41-17
Possibilidade de definição de novos pontos nas curvas das rótulas plásticas
Implementação da norma NTC 2018 para o cálculo de estruturas metálicas